Santos Pecadores

de Alvaro Mello

 



 

A realidade mais impressionante em minha vida Cristã é que Deus usa santos pecadores ou pecadores santos para realizar seus planos e propósitos.

Não cresci num lar Cristão. Vim a conhecer o Senhor quando tinha 18 anos. Até aquele momento eu praticamente não sabia nada da Bíblia, muito pouco sobre Deus e sobre Jesus; tinha uma noção de igreja muito, eu diria, folclórica e um monte de religião que não servia para nada.

Mas logo me envolvi ou fui envolvido na obra da igreja. Lembro-me que sempre me debatia com a realidade de que eu ainda era um pecador. Nos Domingos ouvia uma boa lição do púlpito e durante a semana tentava colocar em prática o que havia ouvido. Mas via de regra não conseguia, e, se conseguisse, era sempre uma conquista parcial, acompanhada de um certo sentimento de hipocrisia.

Algumas lições que ouvia não me ajudavam a lidar com esta realidade brutal de que em mim habitava o Espírito de Deus em constante batalha com o inimigo, que por via de regra era até ajudado por mim.

Mas a obra precisava ser feita. A igreja estava em seus passos iniciais. Não havia tempo a perder. Visitas, grupos de jovens, necessidades de pequenas congregações no interior e o pecador santo foi fazendo a obra, mas sempre com a noção presente de que eu perdia muitas batalhas para o inimigo.

Esta realidade me acompanhou por todo o meu ministério. Trinta e dois anos de trabalho em dedicação total ao reino. Quedas. Mas me levantava. Retrocedia. Mas ia em frente. Pergunta cruel, “até quando o Senhor continuará me usando na sua obra”?

Há uns anos atrás ouvi uma lição ou li algo sobre Abraão e Sara que me ajudou. Paulo fala tão bem de Abraão e Sara, bem como todos os Judeus dos tempos Bíblicos. Mas quando você vai examinar a vida deles o quadro não é tão bonito assim. Abraão mentiu para os Egípcios dizendo que Sara era sua irmã, para não perder a vida, e Sara aceitou a mentira do marido. Duvidaram da promessa de Deus, tanto Sara quanto Abraão, quando Sara deu a serva Agar para Abrão ter um filho com ela, e quando ele aceitou. Depois Sara riu sarcasticamente quando os mensageiros enviados a sua casa confirmaram que ela ficaria grávida na velhice.

Existem muitos outros “heróis” dos tempos Bíblicos sobre os quais ensinamos na escola dominical as crianças, mas infelizmente só ensinamos parte da estória. Só ensinamos sobre as conquistas, as grandes obras para Deus, e com certeza é uma visão parcial. Será que não estamos ensinando uma mentira? Com certeza não ensinamos tudo o que a Bíblia diz sobre este ou aquele personagem. Com certeza eu não faria algumas das coisas que eles fizeram. Gideão, Sansão, e até Davi e Salomão fizeram coisas terríveis.

E quando passamos só este lado da informação às crianças e aos jovens estamos por um lado criando uma imagem falsa de que, para servir a Deus, tem de ser um herói ou alguém muito bom. Como se existisse tal pessoa!

Lendo um livro que fala sobre este assunto, vi como é que Deus opera. Traduzo a seguir um parágrafo deste livro.

“Misturado às grandes vitórias de Sansão contra os Filisteus estava o seu aparente livre envolvimento com prostitutas.. Após se vingar da morte de sua primeira esposa, Deus usou a fraqueza de Sansão pelas mulheres Filistinas envolvendo-o em situações onde ele tinha que matar centenas de guerreiros Filisteus para escapar das encrencas. Embora ele tenha conquistado muitos inimigos por causa da sua força, suas motivações não eram mais elevadas do que luxúria, ciúmes e vingança… Será que Deus não poderia ter instilado algo mais elevado em Sansão como motivação – algo com mais caráter? … Ele provavelmente poderia, mas não o fez. … mas, a realidade é que Deus libertou seu povo através de um homem pecador que tinha um comportamento que pouco se importava com a coisa certa a ser feita. … E o Espírito de Deus se associou com este tipo de comportamento irresponsável. Leia a Bíblia e tente explicar. ... Isto significa que Deus apóia estas coisas? Claro que não. Isto significa que Deus pode realizar seus propósitos apesar destas coisas? Com certeza Ele o faz.”*

Hoje me sinto bem melhor sabendo que Deus não tem plano melhor para me substituir na sua obra. Ele vai me usar apesar de mim mesmo. Ele vai me usar bem no meio dos meus erros. Vai até usar meus erros para a glória Dele.

“O fato das Escrituras estarem cheias de trapaceiros, assassinos, covardes, adúlteros e mercenários me chocava. Hoje é uma grande fonte de conforto”. ( Bono, do grupo U2)** (Por favor leia 1 Cor. 1:27-29)

Deus não aceita nossas desculpas de que não somos capazes por causa do nosso caráter fraco, nossa moral às vezes dúbia, nossa ética falha. Ele vai nos usar apesar de todas as nossas falhas. Sabe por quê? Porque não existe ninguém sem pecado. Só existem aqueles que querem trabalhar para o Senhor e aqueles que não querem.

É isto uma licença para pecar? Nós que somos Dele sabemos a resposta. Nem precisamos elaborar sobre isto. Seja disponível. Isto basta.



* “12 Steps for the recovering Pharisee (like me) Finding Grace to Live Unmasked.” Autor John Fischer: Bethany House, Copyright 2000
**Mencionado no mesmo livro

  Copyright © 2009 Alvaro Mello. Todos os direitos reservados.