A Ceia no Céu

de Dennis Downing

 



 

Quando chegou a hora, Jesus e os seus apóstolos reclinaram-se à mesa. E lhes disse: “Desejei ansiosamente comer esta Páscoa com vocês antes de sofrer. Pois eu lhes digo: Não comerei dela novamente até que se cumpra no Reino de Deus”. Lucas 22:14-16

Jesus usou a palavra “desejo” (epithumia) como substantivo e verbo. É como se ele estivesse dizendo “Com desejo tenho desejado comer esta Páscoa com vocês…”.

Deus tem desejos? O criador do universo e tudo que existe anseia alguma coisa? Sim. Deus havia desejado comer uma certa refeição com estes doze homens. Homens de pés e mãos sujos. Homens de corações contaminados com egoísmo e inveja.

Homens que, apesar de protestos de inocência e bravura, em poucas horas iam trair, negar e fugir. Todos. Por que Jesus desejou tanto comer esta refeição com estes homens? Porque era a Páscoa. A refeição que lembrava a libertação dos escravos.

Como estes homens precisavam ser libertos! Como nós precisamos!

A Páscoa lembrava um evento do passado. Deus libertou seu povo da escravidão no Egito.

A ceia do Senhor, que está sendo instituída agora, antecipa um evento futuro – quando todos os filhos do Reino estarão presentes, para sempre, no Reino de Deus.

Este é o cumprimento pelo qual Jesus vai esperar.

Naquele Dia haverá outro banquete no qual irão participar todos os salvos em Cristo Jesus (Lc 13:29; Apoc 19:7-9). Jesus vai estar lá também lembrando sua última Páscoa.

Até então ele não celebrará mais a Ceia. Por quê?

Porque ele está esperando o dia em que vai poder celebrar com todos nós, juntos no Céu.

Há uma pessoa pela qual ele morreu para que pudesse estar lá – você.

Não deixe seu lugar naquela mesa vazia. Jesus está lhe esperando. Tem alguma coisa que você precisa fazer para que a espera dele não esteja em vão?

Tem alguma pessoa que você conhece que pode deixar de estar lá naquele dia, naquele banquete? Tem algo que você pode fazer ou falar, para que ela saiba o quanto Jesus quer ela lá também?

Oremos: Deus santo e venerável, nenhum de nós merece o sacrifício que Jesus fez por nós. Mas, ele já fez e está esperando por nós para comemorar o grande dia em que estaremos todos reunidos na sua Grande Casa.

Dê-nos a devida urgência para que não percamos esta bênção que foi reservada para nós e tantos outros filhos queridos do Senhor. No nome dAquele que nos aguarda na eternidade, oramos. Amém.


Veja mais reflexões sobre a Páscoa

  Copyright © 2013 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.