Tudo Posso

de Dennis Downing

 



 

Primeiramente, queremos agradecer a todos que responderam de forma tão valente ao nosso pedido de ajuda para o site da iluminalma. As curtidas das imagens e textos e visitas tem aumentado de forma expressiva. Muito obrigado! Com sua ajuda pretendemos continuar melhorando o site e dando do nosso melhor para você. Como um modesto presente de gratidão, a imagem deste texto (Filipenses 4:13) pode ser baixada em alta resolução (1600 x 1067), e assim servirá de fundo de tela para qualquer monitor ou tablet. Que Deus lhe abençoe e muito obrigado por todo seu apoio! Por favor, continue. Precisamos da sua ajuda todos os dias!

Uma das mensagens mais procuradas aqui no iluminalma e em nosso site "irmão" da Hermeneutica.com é sobre Filipenses 4:13 e a famosa declaração de Paulo de que "Tudo posso naquele que me fortalece." Como é que devemos entender esta afirmação ousada? Como aplicar para nossas vidas hoje? Nesta mensagem e nas próximas três aqui na seção Vida em Cristo, vamos refletir sobre esta promessa preciosa e como ela se aplica para nós hoje. Venha nos acompanhar...

“Será que realmente 'Tudo posso naquele que me fortalece'?”

Há quatro pontos importantes que precisamos aprender desta passagem:

1. Nem tudo que eu quero, eu posso.
2. Nem tudo que eu posso, eu devo.
3. Nem tudo que eu posso, eu faço.
4. Mas, tudo que eu preciso, eu posso.

Nesta e nas próximas três reflexões em Vida em Cristo vamos refletir sobre estes quatro pontos, e guiados por eles compreender a mensagem profunda e vital de Filipenses 4:13

Primeiramente, nem tudo que eu quero, eu posso!

Um Cristão quer abrir uma pequena livraria para vender Bíblias e livros de estudo bíblico em seu bairro. Falta o dinheiro para comprar as mercadorias e pagar os primeiros meses de aluguel. Ele ora a Deus fervorosamente para Deus “abrir essa porta”.

Uma irmã quer começar uma obra de ajuda a crianças carentes num bairro perto do prédio da igreja. A liderança da igreja não a considera apta para esta obra, mas não tem outra pessoa que queira se envolver. Ela pede a Deus que Ele mude os corações dos líderes. Ela aguarda ansiosamente o dia em que vai começar a ajudar as crianças.

Outra irmã quer casar e ser missionária em Rondônia. Ela tem certeza que é a vontade de Deus e ora com plena convicção de que Deus vai conceder este pedido.

Todos estes discípulos são encorajados pelos irmãos próximos a eles. Em orações e bilhetes, em palavras e abraços, todos recebem o apoio de seus irmãos. E todos são fortalecidos com as palavras de Paulo – “tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13).

E não é isso mesmo que Paulo quis dizer? Ele não estava dizendo que, em tudo de bom que queremos fazer, Deus vai nos dar a força, a sabedoria, ou até os recursos financeiros necessários? É claro que deve ser algo segundo a vontade de Deus. Certamente não deve ser por motivos egoístas. Mas, se for algo de bom, para evangelizar, para edificar a igreja, para servir os outros, Deus promete nos dar tudo que precisamos. Não é isso que Paulo quis dizer?

Não. Não foi bem isso. Sabemos que não foi bem isso que Paulo quis dizer porque nos versículos antes e depois deste, o assunto que Paulo trata não tem nada a ver com obras ou realizações – o que está mais em pauta é a sobrevivência. Antes e depois Paulo fala de como aprendeu a ficar contente em situações diversas e adversas.

Paulo fala de como aprendeu a viver em “pobreza” (v. 11), “fartura e fome” e “abundância e escassez” (v. 12). Depois ele expressa a gratidão dele pela igreja de Filipos que o ajudara com suas “necessidades” (v. 16). Paulo não está relatando grandes conquistas e realizações. Ele está falando de como Deus lhe deu força para enfrentar algumas das situações mais difíceis da sua vida. Não devemos esquecer que quando Paulo escreveu estas palavras ele estava em cadeias (1:13,17), prisioneiro de um império brutal e autoritário.

A maior conquista que Deus deu a Paulo não foi algo que Deus fez por meio dele. Foi algo que Deus fez por dentro dele. O que chamou a atenção de Paulo não foi como Deus moveu montanhas por meio de suas orações, mas como Deus mudou seu coração por meio de Cristo habitando dentro dele.

Quanto a grandes conquistas ou respostas a oração, Paulo de fato havia visto como nem sempre Deus faz o que pedimos, mesmo quando é algo bom e para os outros. A Paulo, um homem de fé sincera e poderosa, foi negado algo bom e desejável que pediu ao Senhor – uma cura. Em 2 Coríntios 12:8-9 vimos que, apesar de toda sua fé e amor ao Senhor, Paulo não recebeu o que queria. Tudo posso naquele que me fortalece? Sim, se realmente for da vontade de Deus.

“Muitos de nós hoje só ouvimos a parte da frase que diz ‘tudo posso’. A sociedade Americana, com seu namoro com os ideais modernos e conceitos de progresso e realização, vende toneladas de livros e seminários diários em sessões lotadas sobre ‘como’ tudo podemos.

Mas, o foco de Paulo não é tanto nas realizações e habilidades, como se ele fosse de alguma forma superior ao homem comum; é mais sobre Cristo que lhe dá a força para ser fiel à vontade dEle. É aquele que me fortalece que merece o crédito e a glória.

Não é que Paulo não se importa com progresso, como ele indica em 1:25 (embora ele o define como o desenvolvimento de um caráter de servo e fé, não necessariamente proeza mental ou administrativa), mas que Cristo é quem dá a graça para tanto ‘progresso’ (1 Cor 15:10).”

Paulo tinha o dom de curar e curou muitas pessoas, chegando a curar todos numa ilha inteira (Atos 28:7-9). Mas, houve ocasião em que Paulo não pôde curar um discípulo próximo a ele, Trófimo (2 Tim 4:20). Tudo posso naquele que me fortalece? Sim, dentro dos limites que Deus estabelece e permite.

Paulo queria pregar o Evangelho na Ásia (Atos 16:6-7). Mas ele foi impedido de pregar lá e teve que viajar até a Macedônia para poder pregar onde Deus queria. Pregar era bom e necessário. Certamente Deus queria que o Evangelho fosse pregado na Ásia. Qual o problema em Paulo pregar na Ásia? Só Deus sabe, mas ele fechou aquela porta.

Haverá ocasiões em que vamos querer fazer coisas boas, até coisas para Deus, mas não conseguiremos, porque não será a vontade de Deus naquele momento, ou naquela situação, naquele lugar, ou com aquela pessoa. Tudo posso naquele que me fortalece? Sim, quando, como, aonde e com quem Deus quer. Mas, somente porque algo é bom, espiritual e para servir os outros, não quer dizer que Deus vai abençoar.

Podemos, então, dizer que O ponto de Filipenses 4:13 não é sobre as minhas realizações, e sim condições para o que Deus quer realizar através de mim ou dentro de mim. “Tudo posso naquele que me fortalece.” A grande questão não é se realmente posso TUDO. Talvez a pergunta mais importante é “para que” ele está me fortalecendo?

  “Já que com sua força humana caída ele foi um obstáculo para Cristo, Paulo aprendeu a regozijar na sua fraqueza para que a força de Cristo, e não a sua, fosse evidente (2 Cor 12:9-10). Deve ser notado também que este versículo não é a carta branca para obter ‘poder’ de Deus para realizar qualquer coisa que nós queiramos. Paulo recebeu de Cristo força interna impressionante para realizar a vontade de Cristo, não a sua (Efé 2:10; 3:16; Tito 2:11-12).”

Na nossa próxima reflexão, vamos ver como "Nem tudo que eu posso, eu devo." Deus lhe abençoe e até em breve! Não perca a imagem em alta resolução de Filipenses 4:13.


Veja também de Dennis Downing: Como Conhecer a Vontade de Deus.



Copyright © 2014 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.